sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Capítulo 11

Clara: Desculpa tio Zac mamãe me proibiu de falar com você. - Diz tristinha
Zac: Mas você já esta falando, vai ser nosso segredo ela não vai saber.
Clara: Mas eu prometi.
Zac: Ela não vai saber se você não contar.
Clara: É mesmo, ta bom esse vai ser nosso segredo. - Mostra o dedinho pra ele - Promete?
Zac sorri e da o dedinho firmando a promessa.
Zac: Quer tomar um sorvete com o tio Zac?
Clara: Não posso a mamãe vai sentir minha falta.
Zac: E se eu disser que vi sua mãe e seu pai saindo.
Clara: Jura? Ah eles devem ter ido no hotel que a mamãe falou.
Zac: Hotel?
Clara: Sim vamos sair aqui da casa da vovó e vamos pra um hotel até meu aniversário.
Zac: Aniversário?
Clara: É eu pedi de presente de aniversário pra mamãe pra vir ver a vovó, porque nunca tínhamos vindo aqui, a vovó não deixava, nunca entendi o motivo e a mamãe também nunca me falou. - Diz sorrindo.
Zac: Você vai fazer 6 anos certo?
Clara: Não né tio Zac. - Diz rindo - Eu já tenho 6 anos, vou fazer 7.
Zac: 7 anos?
Clara: Sim, daqui 5 dias é meu aniversário.
Espera ela vai 7 anos. E faz mais ou menos 7 anos que a Vanessa foi embora, então ela mentiu pra mim, a Clarinha pode ser nossa filha, ela não perdeu o bebê no acidente? Ela é minha filha?
Clara: Tio Zac? - Estala os dedinhos
Zac (se assusta e diz): Oi pequena.
Clara: Não vamos mais tomar sorvete?
Zac: Claro que vamos, vem o tio Zac te leva no colo.
Clara: Que legalllll - Grita feliz
Ele a pega e vão até a sorveteria...
Zac: Qual você quer?
Clara: Creme com Chocolate.
Zac: O favorito da sua mãe.
Clara: É sim como você sabe?
Zac: A algum tempo atras eu vim aqui com sua mãe e ela pediu esse, que alias também é o meu favorito.
Clara: Nossa que legal, você e a mamãe eram amigos?
Zac: Eu fui um bobo com sua mãe, fingi que era amigo dela e a magoei e hoje me arrependo muito, ela nunca vai me perdoar.
Clara: Vai sim a mamãe é muito legal. - Diz com a boca toda suja
Zac: Eu espero pequena, porque hoje percebo que gosto muito dela e me arrependo de tudo o que eu fiz.
Clara: Você gosta da minha mãe?
Zac: Sim gosto muito, Clara posso te fazer uma pergunta?
Clara: Pode sim tio Zac.
Zac: A sua mãe gosta do seu pai?
Clara: Gosta por que? A mamãe me contou que ela e o papai se conheceram logo depois que eu nasci e se casaram, ele não é meu papai de verdade mas eu gosto muito dele. Eu não sei quem é meu papai de verdade a mamãe nunca me contou, mas eu também nunca perguntei porque eu já tenho um papai.
Zac: Então o Austin não é seu pai?
Clara: Não, mas pra mim é.
Zac: Você gosta muito dele né?
Clara: Sim ele cuida de mim e da mamãe e ama muito nos duas, ele é o melhor pai do mundo.
Zac (fica triste ao ouvir Clara se referir a Austin dessa maneira e diz): E se você conhecer seu pai verdadeiro?
Clara: Eu não sei quem é, mas ficaria muito feliz, mas eu não me importo já tenho um pai e ele me ama muito.
Zac: Por que você não pergunta pra sua mãe?
Clara: Ela nunca vai me falar já até sei. - Revira os olhinhos
Zac: Tenta quem sabe ela fala. - Pisca pra ela
Clara (sorri e diz): E você tio Zac tem filhos? É casado?
Zac: Não pequena não sou casado e filhos? Eu acho que tenho uma, mas não tenho certeza.
Clara: Como assim não tem certeza?
Zac: Acabo de descobrir que a mãe dela mentiu pra mim e acho que a filha dela pode ser minha filha também, mas ainda não sei.
Clara: Por que você não pergunta pra ela, talvez ela te conte. "Da uma risadinha"
Zac: Eu duvido muito. Quer mais um sorvete?
Clara: Quero sim.
Eles conversam mais um pouco, Zac adorou passar um tempo com Clara e um sentimento de pai começou a surgir nele, ele a olhava e via o quanto tinha sido um bobo, "Se a Clarinha for mesmo minha filha eu perdi os melhores momentos com ela por idiotice" ele pensava a cada gargalhada nova que ela soltava quando ele contava alguma coisa engraçada, mas foi ficando tarde e Zac levou ela de volta antes que percebessem o sumiço dela.
Zac: Ta entregue pequena. - Coloca ela no chão
Clara: Obrigada tio Zac, adorei tomar sorvete com você. - Sorri
Zac: Eu também adorei, mas não esquece da nossa promessa, não pode contar nada pra ninguém.
Clara: Eu sei. - Pisca pra ele - Eu queria te falar uma coisa.
Zac: Pode falar.
Clara: Você é muito legal sabia? Eu já adoro você.
Zac (sorri e se abaixa na altura dela e diz): Eu também já adoro você pequena, seu pai tem muita sorte em ter uma filha tão linda assim e que ama muito ele.
Clara: Sua filha também vai ter sorte de ter um pai tão legal assim. Eu te adoro. - Da um abraço nele e um beijo em sua bochecha - Tchau tio Zac.
Zac: Tchau pequena. - Diz com os olhos cheios d`água.
Vanessa chega e encontra Clara já no quarto brincando de boneca...
Vanessa: Oi princesa.
Clara: Oi mamãe.
Vanessa: Daqui a pouco nos saímos ta?
Clara: Mamãe posso te fazer uma pergunta?
Vanessa: Claro filha, vem senta aqui. - Diz batendo na cama.
Clara: Mamãe - Senta na cama - Quem é o meu pai?
Vanessa: O Austin.
Clara: Não mamãe, quero saber quem é meu pai verdadeiro.
Vanessa (então olha assustada e diz): Por que essa pergunta agora filha?
Clara: Eu quero saber mamãe por favor me conta.
Vanessa: Não filha esquece esse assunto você não precisa saber.
Clara: Mas mamãe...
Vanessa: Mas nada Maria Clara, chega arruma essas coisas porque já vamos sair.
Vanessa desce as escadas nervosa...
Austin: O que foi Vany?
Vanessa: A Maria perguntou quem é o pai verdadeiro dela.
Austin: Que? Como assim?
Vanessa: E agora? Sabia que esse dia ia chegar, mas não imaginava que ia ser tão rápido.
Austin: Calma Vany criança nessa idade é curiosa mesmo, logo ela esquece.
Vanessa: Tomara que ela esqueça isso, mas se bem conheço minha filha ela não vai descansar até saber a verdade.
Austin: Fica calma meu amor.
Vanessa: Vem vamos logo pro hotel, o quanto mais rápido afastar ela do Zac melhor.
Assim eles vão mas Zac segue o carro deles e descobre o hotel onde estão hospedados.
Austin: Aqui estão as chaves, vamos subir.
Eles entram no quarto e logo descem pra jantar.
Vanessa: Eu vou ao banheiro com licença.
Austin: Filha aproveitando que a mamãe saiu, me diz porque você quer saber quem é seu pai verdadeiro?
Clara: Desculpe papai, eu não quero que você fique triste, mas eu só queria saber se me pareço com ele, conversar, saber o porque dele não ter ficado comigo e com a mamãe e se ele sabe que eu existo - Diz triste
Austin: Eu te entendo minha filha e não fico triste por você querer saber a verdade, mas eu quero que você entenda que dói muito pra sua mãe falar sobre isso.
ClaraMas por que? Ninguém nunca me conta nada.
Austin: Quem sabe quando você estiver maior a mamãe resolva te contar, tenha paciência com ela, tudo bem?
Clara: Tudo bem papai, posso subir para o quarto estou cansada.
Austin: Não vai querer sobremesa?
Clara: Não papai, posso?
Austin: Pode mas cuidado viu? Aqui está a chave.
Maria Clara estava caminhando até o elevador, mas escuta o seu nome e olha para ver quem é.

Aqui estou com mais um capítulo pra vocês!!
Obrigada Silvia!! Estou melhorando ;)
Crianças sempre acabam falando demais kkkkkk
E agora o que será que o Zac vai fazer!?
E a Clarinha!? Será que ela vai parar de perguntar sobre o verdadeiro
pai dela???
Comentem ai...
Beijos meninas!!
Até mais...

2 comentários:

  1. Que fofura da Clarinha
    ela é muito linda ♥♥♥
    estou completamente dividida
    quero que a Vanessa fique com o Zac,mas o Austin tá tão fofo *-*
    ai meu Deus,será que a Vanessa também vai ficar assim? hehe
    posta mais,kisses

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem :)
    Coitada da Clara. Olhando mesmo para o pai e não puder saber que é ele. Mas acho que o Zac já deve ter a certeza de que a Clara é filha dele.
    De certeza que quem falou o nome dela foi o Zac.
    Posta logo.

    Beijos.

    ResponderExcluir